Notícias

VER TODOS

Aprovada inclusão da taxa de elucidação de crimes no sistema de informações de segurança

Aprovada inclusão da taxa de elucidação de crimes no sistema de informações de segurança

O Plenário do Senado aprovou, em dezembro, o projeto que muda a lei sobre o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp) para determinar que os estados e o Distrito Federal encaminhem ao banco de dados taxas de elucidação de crimes. A matéria faz parte do pacote de propostas para a área da segurança pública e segue para a sanção presidencial.

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 35/2015 foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em novembro, com parecer favorável da senadora Simone Tebet (PMDB-MS). Pelo texto, a inclusão dos dados deve ser feita de forma padronizada e categorizada.

Simone Tebet rejeitou emenda apresentada pelo senador João Capiberibe (PSB-AP), que sugeria que cada Estado e o Distrito Federal mantivessem sistema informatizado e integrado de registros de ocorrências criminais apto a repassar informações ao Sinesp. Isso porque a Lei 12.681/2012, já prevê que cabe ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) disponibilizar sistema padronizado, informatizado e seguro que permita o intercâmbio de informações entre os integrantes do Sinesp. Além disso, segundo a senadora, a Lei dispõe que a União poderá apoiar (técnica e operacionalmente) os estados e o DF na implementação do Sinesp.

Sistema

O Sinesp é uma das ferramentas usadas para a coleta de dados sobre segurança pública, gerando informações para a condução de políticas do setor. Atualmente, os estados e o DF devem enviar ao sistema vários tipos de dados, como ocorrências criminais; registro de armas de fogo; pessoas desaparecidas; execução penal e sistema prisional; condenações, penas e mandados de prisão. A taxa de elucidação dos crimes, entretanto, não está na lista.

O autor do projeto, deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ), argumenta que a análise das estatísticas criminais é fundamental para a gestão da segurança pública e que a omissão desses dados, mesmo que por categorização divergente, compromete as ações de combate à violência. O deputado ressalta que a taxa de elucidação de crimes é, talvez, o único indicador da eficiência da polícia.

O PLC estabelece ainda que os dados e informações constantes do Sinesp sejam divulgados na Internet, com ampla transparência.

FONTE: Agência Senado

PUBLICIDADE comarca interno 1

Outras Notícias

VER TODOS