Notícias

VER TODOS

Curso de capacitação de delegados para atendimento a vítimas de violência doméstica

Curso de capacitação de delegados para atendimento a vítimas de violência doméstica

Essa semana, a coordenadoria das Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso – DPCAMIs e a Acadepol promoveram um curso de capacitação para delegados atenderem cada vez melhor as mulheres vítimas de violência doméstica. Com o apoio da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Santa Catarina – ADEPOL-SC, o evento contou com palestras de delegados, psicólogos, promotores e juízes, que discutiram esse tema de extrema importância para a sociedade. O evento ocorreu na Acadepol – Academia de Polícia Civil, dias 25 e 26 de outubro. 

Entre os temas abordados no curso estava a situação da violência doméstica e familiar em Santa Catarina, as práticas possíveis e o fluxograma das DPCAMIs, a investigação de feminicídio, as rotinas de atendimentos e tecnologias, as medidas protetivas de urgência, entre outros assuntos. Foram dois dias intensos de muito debate, depoimentos e exemplos.

“Atualmente temos inúmeras ferramentas tecnológicas disponíveis para realizar a atividade policial e temos que nos adequar aos novos formatos de trabalho. Por isso, um curso de capacitação para os delegados que estão na ativa é tão importante. Nesses dois dias discutimos quebras de paradigmas e novos formatos de atendimento, para que a Polícia Civil consiga atender cada vez melhor essa demanda que, infelizmente, cresce a cada dia”, enfatiza Laurito Akira Sato, diretor da ACADEPOL.

Recentemente a ADEPOL-SC investiu forte em uma campanha de conscientização, incentivando as pessoas a denunciarem casos de violência doméstica, garantindo que o delegado entende a dor de quem está denunciando e que as Delegacias estão preparadas para atender essas demandas. “O curso de capacitação reforça a campanha que fizemos, pois o número de denúncias aumentou consideravelmente após nosso incentivo e as delegacias, de fato, têm que estar preparadas. É o mínimo que a população espera, por isso essa reciclagem dos profissionais que já atuam diariamente com esses casos é tão importante”, destaca o presidente da ADEPOL-SC, o delegado Ulisses Gabriel.

PUBLICIDADE damasio interno Anuncie

Outras Notícias

VER TODOS