Notícias

VER TODOS

Polícia Civil apresenta resultados positivos na repressão de roubos em Criciúma

Polícia Civil apresenta resultados positivos na repressão de roubos em Criciúma

A Divisão de Investigação Criminal de Criciúma (DRR/DIC) apresentou dados quantitativos de roubos de veículos e análise gráfica de ocorrências de roubos na cidade de Criciúma. Os números apontam uma manutenção dos resultados positivos nos últimos anos na repressão de roubos na região, com indicadores favoráveis registrando quedas de médias nos registros.

Prisões e indiciamentos. Nas investigações de roubos em Criciúma, realizadas pela Divisão de Investigação, “a Polícia Civil representou pela prisão de 70 pessoas nos últimos dezoito meses. Ao todo, 134 investigados foram indiciados por crimes patrimoniais violentos ou delitos relacionados neste período. A totalidade dos casos de latrocínios consumados em 2017 e 2018 foi esclarecida, com a prisão de todos os investigados envolvidos”.

Roubos de veículos. A redução do número de roubos de veículos foi expressiva. “Entre janeiro e agosto de 2018, a quantidade de roubos de veículos em Criciúma registrou uma média de 9,5 veículos/mês. A partir de setembro, houve redução para 1,0 veículo/mês. Uma diminuição de 90% nas ocorrências de roubos de veículos na cidade”. Neste ano, por meio de investigações da Polícia Civil, foi realizada uma série de prisões de investigados envolvidos em roubos de veículos. Uma quadrilha especializada em roubos de caminhonetes na região de Criciúma e Tubarão foi identificada e presa, com a maior parte de seus integrantes condenados pelo Poder Judiciário.

Queda dos roubos. Os números apresentam um efeito positivo das atuações policiais, “com diminuição em 40% das ocorrências de roubos no segundo semestre anual. Ainda, o número de roubos em residências apresentou uma redução de 60% e em comércios uma queda de 66%” neste mesmo período. 

Roubos com uso de arma. Acompanhando a redução de roubos, “o uso de armas de fogo nestes crimes teve uma acentuada queda de 58%, mantendo em níveis baixos e estáveis os roubos sem armas ou com uso de outros instrumentos”. As ações de roubos com mais de dois autores tiveram uma redução de 72% no segundo semestre, enquanto roubos praticados por dois autores diminuíram 41% neste intervalo. 

Horários. Os indicadores revelam que “a maior parte dos delitos de roubos ocorre entre as 18h00 e 24h00. Neste horário são registrados 49% dos crimes. Especificamente em roubos de veículos, as subtrações neste horário atingem 63% do total de ocorrências”. O horário mais agudo está compreendido entre as 20h00 e 22h00, com um terço das ocorrências. Cabe destacar a importância de redobrar a atenção nestes períodos, em especial na chegada de residência ou quando transitando em locais pouco movimentados ou não iluminados. 

Integração. Os dados apresentados refletem uma ação atuante e positiva da Polícia Civil na execução dos trabalhos investigativos, em conjunto com o trabalho de policiamento ostensivo realizado pela Polícia Militar. A atuação da Polícia Civil ainda conta com a competente atuação do Instituto Geral de Perícia e apoio do Departamento de Administração Prisional e demais forças de segurança, além do ganho operacional nas investigações com o Serviço Aeropolicial (SAER). Ressalte-se, ainda, a atuação célere do Ministério Público e Poder Judiciário nas demandas investigativas solicitadas. Todas estas instituições contribuíram para os indicadores positivos apresentados.

*Estimativa com base em dados parciais de dezembro/2018.

 

PUBLICIDADE comarca interno 1

Outras Notícias

VER TODOS