Notícias

VER TODOS

Líderes de facção criminosa são condenados a 256 anos de prisão

Líderes de facção criminosa são condenados a 256 anos de prisão

Os líderes de uma facção criminosa, alvos da Operação Xeque-Mate da Polícia Civil, foram condenados a 256 anos de prisão pela Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis.
A operação foi realizada em 2017 pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). A apuração apontou que a organização criminosa havia criado um grupo de extermínio para enfrentar uma facção rival. Foram condenados 19 integrantes, sendo três responsáveis por orquestrar as ações praticadas pelo grupo na rua.
Também foram condenadas lideranças nas comunidades dos morros do 25, do Horácio, Mocotó e Chico Mendes, da Grande Florianópolis. Um dos chamados “disciplina geral” foi condenado a pena de 28 anos de prisão.
O delegado responsável pelo caso, Antônio Seixas Joca, contesta que o grupo usava armas de calibre grosso para invadir comunidades dominadas pelos rivais. O grupo também tinha ligação com facções criminosas do Rio de Janeiro e do Norte do país, que davam suporte para os crimes.

PUBLICIDADE comarca interno 1 FG seguros 1

Outras Notícias

VER TODOS